Dois Papas (11)

From Rome | por Ir. Alexis Bugnolo | 22 de março de 2020

Deus é Verdade. E Deus é a Própria Bondade. Por esta razão Deus não pode senão comunicar a verdade. E quando se pode dizer que Deus envia o mal em punição, isso deve ser entendido que Ele permite os males para vencer os pecadores por sua punição.

Este é o sentido e leitura apropriados da Segunda Carta do Apóstolo São Paulo aos Tessalonisenses, uma missiva que fala mais e mais claramente a nós hoje, com o passar dos dias.

Refresquemos o nosso conhecimento do ensinamento deste Grande Apóstolo, que está enterrado aqui em Roma, fora dos muros: próximo de onde foi martirizado, mas fora dos muros num sentido profético, nisto, em que ele foi chamado a testemunhar contra as Abominações que dominaria a cidade de Roma nos tempos finais.

Eis o texto de 2 Tessalonisenses, capítulo 2, de acordo com a tradução Douay-Rheims:

3 Ninguém de modo algum vos engane: porque sem que venha primeiro uma revolta, e seja revelado o homem do pecado, o filho da perdição 4 o qual se oporá e se elevará sobre tudo que se chama Deus ou que é adorado, de sorte que se sentará no templo de Deus apresentando-se como se fosse Deus.

A revolta foi a revolta dos Cardeais e Bispos contra Papa Bento. Porque uma revolta no sentido próprio é a traição de um monarca por aqueles que servem abaixo dele e deveriam ser obedientes a ele. Aquela revolta teve lugar em fevereiro de 2013.

Seguindo a revolta, os rebeldes deram sua fidelidade a um usurpador, um homem do pecado, cujo nome é Jorge Mario Bergoglio. Ele é chamado acertadamente um homem do pecado, porque cada dia ele se glorifica em pecar, especialmente em mentir e blasfemar e zombar a verdade.

Ele se estabeleceu acima de Deus, reescrevendo o Pai Nosso e mudando a disciplina sacramental ensinada por Nosso Senhor. Ele alega conhecer a misericórdia melhor que o Próprio Deus. E nisso ele se colocou no Vaticano para ser adorado pelo resto da Igreja, isto é, obedecido em seus comandos pecaminosos.

5 Não vos lembrais que eu vos dizia estas coisas quando ainda estava convosco? 6 E vós agora sabeis o que é que o retém, a fim de que seja manifestado a seu tempo.

Aquilo que retinha a chegada de Bergoglio era o exercício do ofício papal. Papa Bento que ainda ocupa aquele ofício, porém, por não exercê-lo, Bergoglio foi soltado sobre o mundo.

7 Com efeito o mistério da iniquidade já se opera: somente falta que aquele, que agora o retém, desapareça.

Este mistério da iniquidade é aquele do qual São Paulo diz em outro lugar: Cuidado, porque nem todos os homens têm fé. Ele e os Apóstolos falaram dos lobos e dos falsos pastores. Esses eram as sementes daquilo que chamamos hoje Lavender Mafia.

8 E então se manifestará esse iníquo: a quem o Senhor Jesus matará com o sopro da sua boca e destruirá com o Resplendor da sua vinda.

Aqui, no meio desta profecia lamentável, São Paulo consola-nos relembrando-nos que Nosso Senhor derrotará o homem do pecado.

9 cuja vinda é por obra de satanás, com todo o poder com sinais e prodígios mentirosos.

O trabalho de Satanás é mentir. Todos os poderes deste mundo rejubilaram com o aparecimento na cena de Bergoglio porque, como eles, ele era um trabalhador de iniquidade e mentiroso. E ele se dedica diariamente à propaganda de mentiras. E estes são os prodígios mentirosos.

10 E com todas as seduções da iniquidade para aqueles que se perdem: porque não abraçaram o amor da verdade para serem salvos.

Por isso Deus lhes enviará o artifício do erro, de tal modo que creiam na mentira:

E todos os que o aceitam como o Papa, sabendo que ele é um mentiroso, o fazem porque amam as mentiras ou porque se recusam a reconhecer que o espírito de mentira é um sinal infalível de que o homem não é o papa. E nesta recusa eles implicitamente chamam de mentiroso o Senhor Jesus, que disse àqueles que ocupam o ofício papal: Eu roguei por ti que tua fé JAMAIS desfaleça.

11 para que sejam condenados todos os que não deram crédito à verdade mas que se comprazeram na iniquidade.

E que aqueles que se agarram ao Bergoglio serão para sua condenação e destruição. Porque enquanto ele os lança ao Inferno, eles seguem como ovelhas silenciosas e o obedecem. O fechamento das igrejas é exatamente seu ato final de traição.

12 Mas nós devemos sempre dar graças a Deus por vós, ó irmãos queridos de Deus, porque Deus vos escolheu como primícias para a salvação, pela santificação do Espírito e pela verdadeira fé:

Uma vez mais o Apóstolo dos Gentios nos encoraja. Nós que Podemos ver essas coisas por o que eles são, temos um certo sinal de que somos os eleitos e se perseverarmos na verdade, seremos salvos.

13 à qual vos chamou por meio do nosso evangelho, para vos fazer alcançar a glória de nosso Senhor Jesus Cristo. 14 Permanecei, pois, constantes, irmãos: e conservai as tradições, que aprendestes, ou por nossas palavras ou por nossa carta.

Aqui, São Paulo nos mostra o caminho a perseverar na provação presente, convictos da Tradição Apostólica e Direito Apostólico. Ele nos lembra a não nos sentarmos à espera, mas reconhecermos que temos o dever de restaurar a Igreja. Ele está falando especialmente àqueles Bispos que podem reconhecer os sinais dos tempos pelo que eles são. E por esta razão, o Apóstolo fecha com esta gloriosa exortação.

15 O mesmo nosso Senhor Jesus Cristo e Deus e Pai nosso, o qual nos amou e nos deu uma consolação eterna e uma boa esperança pela graça, 16 exorte os vossos corações e vos confirme em toda a boa obra e palavra.

Oremos, agora pelos Bispos da Igreja. Por aqueles que deixaram sequestrar suas mentes pelas grandes mentiras da falsa renúncia, que agora deixaram suas mentes serem apanhadas pelo fake news da coronavírus que serão usadas para fechar as fronteiras internacionais para impedir a Igreja de lutar contra os apóstatas e a falsa Igreja. Esses bispos que fecharam suas dioceses têm assim consumado sua apostasia com Judas Iscariotes, que por um skojec de moedas de prata, isto é, por 30 peças de prata, têm traído o Corpo Místico de Cristo nas mãos das hordas de demônios, e deixou-os desprovidos de todos os sacramentos da Salvação.

Por esta razão é imperativo que oremos como Nossa Senhora pediu para derrotar a Igreja da Escuridão.