Pachamama (1)

Parece que nesse século defender a Igreja, dizer verdades esquecidas, aconselhar os irmãos, desmascarar abertamente os maus exemplos e ensinamentos, é pecado!

Todos os católicos que dizem as verdades que os outros católicos não querem ouvir, de certo, já lhes foi dito: Tu não és Católico, falas mal da Igreja.

Os que dizem isto, preferem defender mentiras, e dizem que amam Jesus Cristo e a Santa Igreja.

Apoiam e defendem pactos com falsas religiões, desejam o fim do celibato sacerdotal, apoiam o culto que foi feito para Pachamama ou Mãe Terra como dizem!

Dizem de boca cheia: Jesus só pediu para amar, rezar com outras religiões é conviver, não julgai, não és católico.

É, assim estão muitas ovelhas, tão perdidas, mal ensinadas, comunistas, maçons, capitalistas, ovelhas modelos, manequins, ovelhas semelhantes às modas do mundo! Tão semelhante que se forem exortá-las a abandonar o mal, dizem que Jesus andou com pecadores, como se isso fosse justificativa para continuarem a viver no pecado, também dizem: “quem nunca errou que atire a primeira pedra”. Esquecem que o versículo e o capítulo não terminam por aí, pois logo a seguir disse o Senhor à pecadora: “Vai e não voltes a pecar”, em poucas palavras, “conversão”.

Mas, a ovelha imprudente vê julgamento em tudo, e o irmão que lhe aconselha passa a ser juiz, intolerante, e ao invés de mostrar agradecimento, diz: “Tu não és católico”.

Querendo vocês ou não, isto é pecado, foi Deus quem nos ensinou, desde os tempos de Abraão até os fins dos tempos será sempre pecado!

Fonte: Página do Facebook, Católicos de Angola, post de 16/03/2020.