Nossa Senhora Mãe de Todos (1)

Parte da Mensagem nº 458 de Nossa Senhora Rainha da Paz, de Anguera/BA – Brasil, transmitida em 02/11/1991 | Tema: Todos vós sois iguais

TODOS VÓS SOIS IGUAIS

Sou a Mãe de todos, especialmente dos que sofrem por causa da discriminação racial. Não olheis com indiferença para vossos irmãos negros, pois eles são, como vós também, filhos de Deus. A fé num só Deus, Criador e Redentor de todo gênero humano feito à Sua Imagem e Semelhança, constitui a negação absoluta e inflexível de toda a ideologia racista. Não podeis invocar Deus como pai de todos, se recusais o tratamento fraterno aos vossos irmãos negros, criados também à Imagem e Semelhança de Deus. A obra da Salvação realizada por Deus em Cristo é universal. Seu destinatário não é apenas o povo eleito, mas toda a raça de Adão. Alimentar pensamentos e tomar atitudes racistas é um pecado grave que vai contra a mensagem específica do Meu Filho, para o qual o próximo é apenas o homem que vive perto de vós, do vosso meio, de vossa religião ou de vossa nação: o vosso próximo é todo aquele que encontrais, dia-a-dia, no vosso caminho. Sabei todos que toda a teoria racista é contra os princípios da fé Católica, contra o amor cristão e pode afastar o homem do seu Criador. O racismo é uma chaga aberta no coração da humanidade, e para obter a cura é necessário muita firmeza, muita paciência e, sobretudo, aceitação da mensagem e do amor divinos. O triste fenômeno da escravidão, outrora bastante universal, infelizmente não está totalmente superado, assim, o coração do homem se fecha cada vez mais ao Deus da Salvação e da Paz. Quando falta justiça neste sentido, a violência e as guerras explodem com facilidade. Convertei-vos, Convertei-vos, Convertei-vos. Não deve haver discriminação e preconceito, pois Deus ama a todos. A Salvação é oferecida à universalidade do gênero humano, a todas as criaturas e a todas as nações. Vendo a vossa indiferença para com os mais fracos e desamparados, o Céu chora amargamente e reza por vós. Mudai a vossa maneira de pensar, de agir. Aprofundai-vos nas Sagradas Escrituras. Deus tem algo importante a dizer-vos por meio do Evangelho. Recordai-vos que Meu Filho destruiu o muro do ódio que separa os mundos contrapostos, para n’Ele recapitular todos os seres humanos. Convido-vos a imitar o amor de Deus a piedade para com o próximo, sobretudo com os mais fracos e sofredores. Sois chamados a serdes testemunhas do Meu Filho: respondei-Lhe crescendo na consciência daquilo que Ele é para vós e daquilo que vós sois para Ele. Sede testemunhas de vida e de esperança.

Fonte: http://www.apelosurgentes.com.br/pt-br/mensagens/458


Site oficial das Aparições de Nossa Senhora em Anguera/Ba, Brasil: http://www.apelosurgentes.com.br/pt-br/

Facebook: https://www.facebook.com/ansa.ensa


A mensagem de n° 458 é a maior mensagem transmitida pela Rainha da Paz ao confidente Pedro Régis, em 02 de novembro de 1991. Provavelmente, é também a maior mensagem transmitida a um confidente ao longo da história das aparições autênticas de Nossa Senhora. Nesta mensagem, a Virgem Maria desenvolveu ordenadamente dezoito temas, ditando o título de cada tema ao confidente. O primeiro, a introdução, é uma explanação sobre o porquê de Ela ter-se apresentado com o título de Rainha da Paz. Depois segue cada um dos temas escolhidos com as devidas exortações até chegar ao final, contando-nos alguns fatos desconhecidos da vida de Jesus. Esta não se trata de uma mensagem qualquer. É uma das provas de que realmente a Mãe de Deus aparece ao confidente Pedro Régis. Isto é o que demonstramos neste opúsculo. Não nos baseamos em fantasias ou emocionalismos para acreditarmos na presença de Nossa Senhora em Angüera. Baseamo-nos em fatos, estudos, meditações e reflexões. Ora, quem era Pedro Régis em 1991? Nascido e crescido num ambiente rural de uma pequena propriedade no agreste baiano. Com conhecimentos rudimentares da fé. Mesmo que meditadamente ele jamais poderia ter escrito esta mensagem a seguir, tão extensa, tão profunda, tão exortativa.

Anúncios