Eleições (1)

“Seja vossa linguagem sim, sim; não, não. O que passa disso procede do Maligno. (Mt. 5, 37)”.

Atenção católicos, orientem-se pelo Catecismo da Igreja Católica (CIC), pela Doutrina Social da Igreja (DSI) e demais documentos relacionados. Não se deixe enganar pela fala de algum leigo que “se diz católico”; pela cartilha de algum padre militante de viés esquerdista ou viés liberal; ou ainda, simpatizantes de quaisquer pseudoteologias como a ‘teologia da libertação’, que é formalmente reprovada pelo nosso Magistério. Isso inclui a corrente teológica denominada ‘nova teologia’, além das ideologias anticristãs.

Por isso, algumas considerações sobre em quem NÃO votar, em QUALQUER eleição e para qualquer cargo do poder público:

Quem defende aborto, vai contra a Igreja nos parágrafos §2270, 2271 (CIC).

Quem defende legalização das drogas, vai contra a Igreja nos § 2291, 2211 (CIC).

Quem defende ou simpatiza com a agenda, as questões e ideologia LGBT, vai contra a Igreja nos § 2357, 2360 (CIC).

Quem é contra a legítima defesa, aprovada pela Igreja no §2264 (CIC).

Quem é a favor do estado educar as crianças, vai contra a Igreja diz “é responsabilidade da família” nos §2206, 1653, 2221, 2223 (CIC).

Quem é a favor de divisão de etnias, gênero (sexo) ou cotas, vai contra o que a Igreja defende, que “todos devem ser tratados de forma igualitária” no § 2203 (CIC).

Quem é a favor da impunidade de bandido, dizendo que eles são “vítimas da sociedade”, e não podem ser culpados por seus atos, vai contra o que a Igreja ensina, que é a favor da justa punição nos § 380, 506 (DSI).

Quem é a favor do desarmamento da população, está sendo contra o que a Igreja orienta na Constituição Pastoral “Gaudium et Spes” § 79 e no § 2265 (CIC).

Quem é a favor do comunismo e contra a propriedade privada, está contra o que a Igreja ensina, que é exatamente o oposto ao prescrito nos § 176 e 177 (DSI).

Quem NÃO é católico, não é obrigado a concordar. Mas, aqueles que são católicos são obrigados a concordar com a Igreja e sua sã doutrina.

Agora, deixo aqui alguns avisos práticos das Sagradas Escrituras:

“Quem não está comigo, está contra mim. Quem não reúne comigo, dispersa.” (Mt 12, 30).

“Ninguém pode estar a serviço de dois senhores, pois ou odeia um e ama o outro, ou agradará a um e desprezará o outro.” (cf. Mt. 6, 24)

“Seja vossa linguagem sim, sim; não, não. O que passa disso procede do Maligno. (Mt. 5, 37)”.

Anúncios