sao-padre-pio-2

“Sabeis vós que o demônio é a criatura mais invejosa que existe, e sua inveja atinge o infinito e o perfeito, e por isso mesmo a inveja do demônio será eterna. E por isso, ele procura diversas formas de ferir o Coração de Deus, e o caminho mais curto que encontrou para isto foi o homem, pois sendo este a criação mais querida por Deus, é também a que mais fere o Coração divino.

Vejam, pois, agora, se esta mesma criatura impedisse que outras criaturas de sua raça nascessem. Alvoroçará o demônio, e Deus derramará lágrimas infinitas.

A criatura pôs-se no posto do Criador. O servo sentou no trono do Rei. O homem se impôs sobre Deus. Meus confrades! Se soubésseis quão terrível é este pecado, que chamam de aborto… Se pudésseis sentir a dor das chagas de Cristo, que derramaram o Sangue precioso para a salvação do homem. Quando vós virdes uma alma que anuncia o aborto como feito benigno, sabereis que nela reina o príncipe das trevas, e sua eternidade está por hora no livro da morte.

Malditos! Desgraçados! Ai desses infelizes homens que ousam tentar a ira divina. Cairá sobre eles a fúria eterna dAquele que os criou. Ai de nós!, meus confrades, se consentirmos com esse miserável e mortal pecado. Não ousemos tomar o lugar do Criador, e não permitamos que nenhum homem o faça. Não sejamos cúmplices deste crime maldito por culpa do nosso silêncio e da nossa tibieza.”

(Padre Pio de Pietrelcina, em maio de 1967, no Convento de San Giovanni)

Anúncios